• Redação

Justiça deve barrar show de R$ 700 mil de Safadão no Amazonas




O Tribunal de Justiça (TJ-AM) foi acionado pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para impedir um show de R$ 700 mil de Wesley Safadão no estado.

A contratação por esse exagerado valor é do prefeito de Tabatinga, Saul Nunes Bemerguy (MDB), na região de tríplice fronteira com Peru e Colômbia.


Na tentativa de justificar a contratação, o prefeito alegou que o Governo do Estado bancaria parte do show.

Conforme a promotoria do MP no município, a ação pública feita há uma semana é pelo elevado dinheiro do cidadão que o prefeito quer pagar ao artista nacional.


O show, portanto, é previsto para o fim de agosto, no evento chamado Festisol.


Dessa forma, Safadão pode perder mais um cachê considerável. Em abril deste ano, a Justiça, via STJ, também barrou um show de R$ 500 mil no interior do Maranhão.


Tabatinga tem uma população carente, principalmente em infraestrutura e saúde, apontou o MP. Logo, com prioridades que R$ 700 mil ajudariam muito.


“Em caso de descumprimento, o contratado deverá devolver os valores pagos com dinheiro público e a multa de 50% no valor contratado”.


Esse é o alerta que o promotor de Justiça André Epifânio, que subscreve a ação, faz a Safadão.

Leia mais




*Com informações: BNC Amazonas

Publicidade

Publicidade