• Redação

Justiça decide que Maiara e Maraisa não podem usar a marca 'As patroas'




As cantoras Maiara e Maraísa e o escritório WorkShow, que também cuidava de Marília Mendonça, estão impedidos pela Justiça de usar a marca 'A Patroa', seja no singular ou plural. Isso porque, a cantora baiana Daisy Soares conseguiu junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) o registro de 'A Patroa' em 2017, sendo a legítima titular da marca. Diante disto, a justiça determinou que qualquer utilização da marca, seja em publicidades, eventos, por meio físico ou virtual, ocorrerá em multa de R$ 100 mil por utilização.



Informações: Portal do Holanda



Publicidade

Publicidade