• Redação

Jornalista fala sobre agressão de Braga em debate: ‘fui induzida a duvidar da minha própria capac


A jornalista Márcia Dantas, publicou neste sábado (1º) um texto em sua coluna, no site SBT News, em que comenta sobre a intimidação que sofreu na última quinta-feira (29) do senador Eduardo Braga (MDB), ao mediar o último debate com candidatos ao Governo do Estado na TV Norte Amazonas.

Continua depois da Publicidade

No texto intitulado ‘os desafios jornalísticos na mediação de um debate‘ ela relata como se sentiu. “No final do primeiro bloco, um candidato ficou sem responder, o que gerou uma confusão.


‘Você está equivocada’. Eu não estava. Mas fui induzida a duvidar da minha própria capacidade. Cedi, a contragosto”, contou.


A jornalista também falou do ato machista que sofreu. “Respirei fundo. Lembrei do motivo pelo o qual estava ali. Não poderia entrar no jogo que prejudicaria o andamento do debate.


É muito fácil uma mulher ser taxada de desequilibrada e incompetentemente se ela não souber lidar com as emoções num ambiente dominado por homens”, disse.


Entenda o caso

A situação começou no 2º bloco do debate, quando Braga disse a apresentadora Márcia Dantas que ela estava “equivocada” e ele teria o direito de fazer mais uma pergunta para outros candidatos, e não apenas ao candidato Henrique Oliveira (Podemos).



“Não. Não. A senhora está equivocada, que posso perguntar para qualquer um porque ele já respondeu”, disparou o senador ao vivo. Ao tentar explicar Márcia foi interrompida pelo político: “Nessa rodada ele já respondeu”.

Após consultar a produção, a jornalista comprovou que quem estava errado era Eduardo Braga.


Foi necessário estender o horário do intervalo por conta de uma confusão que aconteceu nos bastidores.


De acordo com fontes que estavam no estúdio, durante o intervalo, Eduardo Braga se exaltou com Márcia e disse que “ela não sabia fazer o trabalho de mediadora”. “Que ela [a mediadora] está equivocada, errada, não presta atenção no debate e nas regras”, explicou a fonte, que preferiu não se identificar.

Em um vídeo que circula nas redes sociais é possível ver a apresentadora falando nos bastidores: “Levantar a voz para mim por que eu sou mulher? O senhor me respeite”, diz ela enquanto os funcionários do veículo tentavam acalmá-la.


AmPost


Publicidade

Publicidade