Publicidade

  • Redação

Homem suspeito de matar ex-presidente do Coroado morre após trocar tiros com a polícia

Horas antes, o suspeito fez uma transmissão nas redes sociais e disse que estava "vingado" da dívida


Manaus - Um homem identificado como vulgo “Kauã Menor”, foi morto na noite deste domingo (16), após uma intervenção policial em um local de mata na BR-174. Ele foi atingido com tiro no peito ao tentar resistir a ordem de prisão.


Kauã, estava sendo procurado pela polícia por matar o ex-presidente do bairro Coroado, Francisco Ribeiro Reis, 40, conhecido como Chiquinho, com vários golpes de tesoura, dentro de sua residência, no bairro Coroado, zona Leste de Manaus.


Uma equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), fez uma rápida investigação e foi até o local onde o suspeito estava escondido.


Horas antes, vulgo “Menor” havia feito uma transmissão nas redes sociais confessando o crime e apontado que matou Chiquinho por conta de uma dívida de R$4 mil.


Ainda conforme a polícia, o elemento teria atirado contra os agentes, que revidaram a injusta agressão e o acertaram com um tiro no peito.



A vítima ainda chegou a ser levada para o Hospital Delphina Aziz, na zona Norte, mas não resistiu ao ferimento no peito e morreu. A equipe do Instituto Médico Legal (IML), fez a remoção do cadáver na pedra da Unidade Hospitalar.


Vídeo onde Kauã confessa o crime


Imagem - Divulgação

Por - Felipe David


Publicidade