• Redação

Golpistas invadem aplicativo Caixa Tem de brasileiros


O aplicativo Caixa Tem, da Caixa Econômica Federal, é utilizado para diversos programas governamentais, entre eles o saque extraordinário de até R$ 1 mil do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).


Em 2020, alguns trabalhadores foram vítimas de estelionatários que invadiram seus aplicativos para roubar seus valores.


Segundo a Caixa Econômica, o benefício poderá ser percebido por aqueles que tiveram a conta invadida pelos criminosos.


O golpe é dado assim que o criminoso descobre o CPF da vítima e se inscreve com um e-mail novo e outro telefone celular para que a vítima não consiga acessar, nem alterar a senha.


O trabalhador só percebe que sofreu o golpe quando tenta se cadastrar e descobre que já há um cadastro com seu CPF.


Os usuários detentores do direito ao saque extraordinário do FGTS e que sofreram esse golpe terão uma nova conta aberta para que possam receber seus valores.


O banco diz que caso seja verificado problemas para acessar o aplicativo ou que a conta já tenha sido cadastrada em outro celular, o trabalhador deverá se dirigir até uma agência para regularizar a sua conta.


Caso o aplicativo ofereça a possibilidade de realizar o envio de documentos pessoais ou foto direto pela plataforma não será necessário o comparecimento a uma agência para regularização.

A Caixa reforça ainda que não realiza a solicitação de senhas, dados ou qualquer informação pessoal por WhatsApp, SMS ou e-mail.

Como saber se o Caixa Tem foi fraudado Sem acesso Caso o trabalhador descubra que a sua senha está incorreta e sua conta vinculada a outro telefone ou e-mail, é preciso que ele vá até uma agência da Caixa. E caso o dinheiro tenha sido retirado da conta, é importante que ele vá até uma delegacia fazer um Boletim de Ocorrência.

Procurar agência Esse erro ocorre quando é identificado algum problema no cadastro realizado para o acesso ao Caixa Tem.


Para que seja solucionado é necessário que o trabalhador apresente o documento.

Código de entrada Caso o código para acessar a plataforma não seja enviado, é necessário que o trabalhador verifique se o número do telefone está correto. Para que o usuário solicite a alteração do telefone no cadastro é necessário ir até uma agência.

Verifique a solicitação O trabalhador precisa fazer a consulta de sua situação de seu FGTS e a data em que o dinheiro será liberado.


Via: Menezes Virtual

Publicidade

Publicidade