Publicidade

  • Redação

Frota culpa “esquerda sapatênis” e desiste de integrar transição


Um dos nomes anunciados na área de cultura da equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o deputado federal Alexandre Frota(PSDB-SP) desistiu de fazer parte do grupo. Nesta quinta-feira (24), o parlamentar disse ter sido atacado por aqueles que chamou de “esquerda sapatênis do Leblon” e confirmou que rejeitará o convite que recebeu.


– Fala pessoal, tenho visto os ataques covardes e preconceituosos que eu tenho recebido por ter sido convidado para a transição na Cultura, ataques inclusive a minha família vem de uma ala da esquerda sapatênis do Leblon. O preconceito está na transição que fala em um país plural – escreveu.


Após a indicação de Frota ter sido anunciada, alguns nomes da classe artística, como os atores José de Abreu e Pedro Cardoso, fizeram duras críticas ao nome do deputado. Abreu classificou a escolha do parlamentar como um “desplante”. Cardoso, por sua vez, chamou o congressista de “alpinista social”.


– Tê-lo na equipe de transição é uma ofensa. Há mesmo algo de podre no reino da Dinamarca – escreveu Cardoso.


*Pleno News

Publicidade