• Redação

Fingindo ser técnico de escolinha de futebol, homem é preso por estupro contra crianças entre 8 e 10

O policial afirmou que, no momento em que o criminoso viu a polícia, se assustou, pulou da cama, não resistiu e só pediu para vestir as roupas

Manaus (AM) – Pedro Sérgio Machado Ribeiro, de 57 anos, que fingia ser técnico de escolinha de futebol, foi preso na tarde deste domingo (20) em Manaus, após ser flagrado cometendo abuso sexual contra crianças entre 8 e 10 anos. De acordo com a Polícia Militar (PMAM) que realizou o flagrante, haviam várias crianças na casa do suspeito e ele estava pronto para praticar o crime. O flagrante aconteceu n na rua Frederico Guilherme, no bairro Petrópolis, zona Sul de Manaus.


Segundo informações policiais, a equipe foi abordada por três parentes próximos ao abusador e pediram à equipe de policiais para irem até à casa do homem. Ao chegarem ao local, o homem estava praticamente nu e pronto para cometer o crime.


Outras crianças estavam na sala e ao serem questionadas pelos policiais se eram parentes do homem, negaram. Ainda, segundo a autoridade, o homem já tem um histórico por cometer o mesmo crime, além de agressão física a outras pessoas.


“Estávamos fazendo a ronda e três cidadãos nos abordaram contando uma história de que possivelmente, um senhor estava abusando de algumas crianças em uma casa. Disse que já tinham visto ele, várias vezes, cometendo esse tipo de abuso e perguntou se a gente poderia ir até o local. De imediato, fomos até essa casa e ao chegar constatamos que realmente era verdade. Quatro crianças na sala e no quarto, esse cidadão com mais duas crianças”, contou o comandante Jean, da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

O policial afirmou que, no momento em que o criminoso viu a polícia, se assustou, pulou da cama, não resistiu e só pediu para vestir as roupas. Nesse momento ele foi autuado com voz de prisão e levado para a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).


Segundo o comandante, na casa foram encontradas muitas roupas de futebol (uniformes) e documentos como xerox. Os responsáveis pelas crianças foram acionados para comparecem à delegacia e as vítimas estão sendo atendidas pela equipe de proteção infantil.


O caso será investigado pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) para apurar se mais crianças foram vítimas. o suspeito foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo de delito.


Denúncia


A polícia orienta que, ao presenciarem atos criminosos, a população faça a denúncia por meio do disk-denúncia 181 ou pelo 190.


Via - Portal em Tempo.

Publicidade

Publicidade