Publicidade

  • Redação

Famoso restaurante flutuante de Hong Kong afunda no Mar do sul da China



O restaurante flutuante Jumbo, uma antiga atração turística de Hong Kong, afundou no Mar da China Meridional (sul) apenas uma semana depois de deixar o centro financeiro internacional, disse sua empresa proprietária nesta segunda-feira (20).


O gigante flutuante de 76 metros de comprimento e capacidade para 2.300 convidados virou perto das Ilhas Paracel no domingo depois de "encontrar condições adversas" e começou a tomar água, disse o grupo Aberdeen Restaurant Enterprises em comunicado.


"A profundidade da água no local é de cerca de 1.000 metros, tornando extremamente difícil realizar o trabalho de resgate", informou a empresa, observando que estava "muito triste com o incidente" em que nenhum dos tripulantes ficou ferido.


O icônico restaurante, projetado como um palácio imperial chinês, apareceu em vários filmes de Hollywood e recebeu clientes ilustres como a rainha Elizabeth 2ª e o ator Tom Cruise.




No entanto, o estabelecimento fechou em março de 2020 devido à pandemia de Covid-19, que deu o golpe de misericórdia após quase uma década de prejuízos acumulados no valor de US$ 12,7 milhões.


Seus últimos operadores, Melco International Development, anunciaram no mês passado que, devido ao vencimento de sua licença, o Jumbo deixaria Hong Kong e aguardaria um novo operador em local não especificado.


O restaurante, inaugurado em 1976, foi embora de Hong Kong na terça-feira (14), deixando um misto de pesar e nostalgia entre os moradores desta cidade, cujo status de centro internacional de negócios está ameaçado pela gestão restritiva da pandemia e pela repressão à dissidência.


R7

Publicidade