• Redação

Exército vai cancelar registro de atirador de Roberto Jefferson

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta quinta-feira (3) que o Exército Brasileiro agende uma data para notificar o cancelamento do registro de Caçador, Atirador e Colecionador (CAC) do ex-deputado Roberto Jefferson.


A data para a notificação deve acontecer após acordo entre o Exército e a unidade prisional onde o ex-presidente do PTB está, em Benfica, no Rio de Janeiro.


Na determinação, Moraes diz ainda que a autorização seja comunicada ao diretor da unidade prisional e que se dê ciência à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Jefferson perdeu o direito de prisão domiciliar após descumprir medidas cautelares através de publicações em vídeos nas redes sociais.


Ele fez ataques diretos à ministra Cármen Lúcia. Quando agentes da Polícia Federal foram até a sua casa prendê-lo, ele disparou contra os policiais com granada e fuzil. Após um dia de negociações, ele se entregou e foi preso.


*Pleno News

Publicidade

Publicidade