• Redação

EUA: Ao menos 46 pessoas são achadas mortas em caminhão



Ao menos 46 pessoas foram encontradas mortas dentro e próximas a um caminhão e outras 16 foram levadas para hospitais em uma suposta tentativa de contrabando de imigrantes para os Estados Unidos. As informações foram divulgadas na noite desta segunda-feira (27) por autoridades de San Antonio, no Texas.


O ocorrido já figura entre as tragédias mais mortais que custou a vida de pessoas que tentavam cruzar a fronteira entre os Estados Unidos e o México nas últimas décadas.


Em 2017, 10 pessoas morreram depois de ficarem presas dentro de um caminhão estacionado em um Walmart em San Antonio. Em 2003, 19 pessoas foram encontradas em um caminhão a sudeste da cidade.


Os caminhões surgiram como um método popular de contrabando no início dos anos 1990, em meio a um aumento na fiscalização das fronteiras dos EUA em San Diego e El Paso, no Texas, que eram os corredores mais movimentados para travessias ilegais.


O calor representa um sério perigo, especialmente quando as temperaturas podem subir severamente dentro dos veículos.


O governador do Texas, Greg Abbott, foi contundente em um tuíte e atribuiu a culpa das mortes ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.


– Essas mortes estão com Biden. Elas são o resultado de suas políticas mortais de fronteiras abertas – escreveu.


*AE

Publicidade

Publicidade