• Redação

'Eu vim para morrer aqui', disse homem enquanto manteve criança de 7 anos refém por mais de 16 horas

Suspeito trocou mensagens com familiares ainda na madrugada desta quinta antes da polícia entrar no local. Ele foi baleado e socorrido em estado grave.

Enquanto a Polícia Militar tentava negociar com o sequestrador, que manteve o ex-enteado, de 7 anos, refém na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, ele trocou mensagens por WhatsApp com familiares.


A criança e um jovem de 23 anos, que também estava em poder dele, foram liberados na manhã desta quinta-feira (22). Leandro Mendes Pereira foi atingido por um sniper - atirador de elite da polícia - e encaminhado a um hospital em estado grave.


Em uma das conversas, ele escreveu "eu vim para morrer aqui". Em outros trechos das conversas, ainda durante a madrugada, uma parente tentava fazer com que ele liberasse as vítimas.


"Você é inteligente, pelo amor de Deus. Você acaba com a sua vida desse jeito", escreveu a parente.


O caso


Após horas de negociação, uma criança de sete anos e um jovem que eram feitos reféns em um sequestro em Belo Horizonte foram liberados. O sequestrador foi baleado por um policial e socorrido em estado grave. As vítimas não ficaram feridas.

O sequestro começou por volta das 18h desta quarta-feira quando o homem invadiu armado a casa da ex. No momento, a mulher conseguiu fugir, mas o filho e o jovem que estavam no imóvel foram feitos reféns.

Desde a abordagem, a polícia estava no local e agentes especializados tentavam negociações. Apesar disso, segundo a porta-voz da Polícia Militar, Layla Brunella, o sequestrador fez exigências que não poderiam ser atendidas.


Via - g1





Publicidade

Publicidade