top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Em carta aberta, Tico Santa Cruz “aconselha” Gusttavo Lima


Tico Santa Cruz se manifestou sobre as polêmicas envolvendo Gusttavo Lima e o Ministério Público. Ao menos três shows do sertanejo estão na mira do MPF por serem pagos por prefeituras municipais. O vocalista da banda Detonautas Roque Clube publicou uma carta aberta ao Embaixador nas redes sociais, onde o aconselha a “se atentar mais aos contratos”.


Tico chegou a advertir que o sertanejo está sendo “usado”.


– Fique mais atento a como seu empresário e os contratantes – no caso, essas prefeituras e outros políticos – estão lhe usando para se beneficiar do seu enorme talento e claro o quão IMORAL (veja bem, ilegal e imoral são palavras distintas) pode ser para um artista que desfruta de uma vida com tantos privilégios, “sem saber”, aceitar esse tipo de grana. Se atente mais aos contratos, a quem está contratando e de onde está vindo o recurso que vai “pagar suas contas”. Isso lhe evitará MUITOS PROBLEMAS, como este – escreveu em publicação desta quarta-feira (2).


O roqueiro também faz referência a um vídeo em que Gusttavo aparece chorando e desabafando sobre as investigações.


– Sabe Gustavo, vi trechos da sua live, e o quanto você está mexido com tanta exposição. Em dado momento, você disse que está sendo perseguido e que pensa, inclusive, em jogar a toalha. Não desista! – disse.


Em meio aos conselhos, o roqueiro deu uma cutucada, ao citar “milícias digitais” e o que o sertanejo “defende”.


– Desde 2014, venho sofrendo ataques sistemáticos de setores simpáticos ao que você defende. Quando as milícias digitais começaram a se formar, um dos primeiros artistas a ser atacado fui eu. (…]) Fui ameaçado de morte tantas vezes, que perdi a conta dos números de boletins de ocorrência que tive de fazer.


Ao longo desses anos, Gusttavo, tentaram me asfixiar financeiramente. Tive que vender a casa que levei anos para comprar, porque a covardia era tão grande que afetou muito meu trabalho, minha existência – continuou.


Tico termina a carta reconhecendo que ele e Gusttavo estão em lados opostos politicamente.


– Estamos de lados opostos politicamente? Sim! Mas isso é democrático. E a vida segue! Sei que você não vai ler a carta do colega aqui. Mas fica como registro histórico do momento que estamos vivendo! Ergue a cabeça e segue seu caminho!


Veja a carta completa de Tico Santa Cruz:

Gusttavo Lima, Tenho acompanhado as notícias a respeito dos valores dos seus cachês em cidades pequenas. Toda essa confusão envolvendo seu nome e sua carreira. Imagino o quanto sua esposa, as pessoas próximas estejam se sentindo mal com tudo isso.

Não acompanho de perto seu trabalho musical, mas sei o quanto você é importante e relevante para o estilo de música que produz.

Seria leviano fazer qualquer tipo de julgamento a respeito da procedência do dinheiro que você recebeu, recebe ou receberá, existem órgãos capazes – se quiserem – de investigar e tomar as medidas necessárias caso fique comprovado algum ilícito. Você é milionário, se defender não será problema – terá à sua disposição os melhores advogados – o que é um direito seu, totalmente legítimo.

Também é legítimo numa democracia, que você tenha uma posição política e que defenda seus interesses através de suas escolhas nesse sentido.


Diria até que é muito importante que você deixe bem claro suas posições, porque isso é um direito de TODO CIDADÃO e faz parte da vida de cada um de nós, escolher os caminhos, valores, políticos, políticas e nomes com os quais nos identificamos.

Se você acha o Bolsonaro uma boa opção para o Brasil, é um problema seu e que bom que você pode escolher. Numa ditadura, como você deve imaginar, ninguém pode escolher nada.

Durante a ditadura alguns artistas ficaram ao lado dos ditadores e outros lutaram pela democracia.

Os que lutaram pela democracia, nós lembramos até hoje. Os que apoiaram a ditadura, foram esquecidos e caíram na lata lixo da história. São escolhas que cada qual deve fazer, ciente das consequências.

Sabe, Gustavo, vi trechos da sua Live, e o quanto você está mexido com tanta exposição. Em dado momento, você disse que está sendo perseguido e que pensa, inclusive, em jogar a toalha – desistir.

Não desista! Durante 8 anos – desde 2014 – venho sofrendo ataques sistemáticos de setores simpáticos ao que você defende. Quando as milícias digitais começaram a se formar, um dos primeiros artistas a ser atacado fui eu.

Apenas porque não concordava com um movimento político orquestrado para desestabilizar nossa democracia.

Ao longo desses 8 anos, fui ameaçado de morte tantas vezes, que perdi a conta dos números de boletins de ocorrência que tive de fazer.


Também tive minhas redes sociais hackeadas, meu celular invadido, meus filhos atacados, minha companheira sendo constrangida e ameaçada em diversos lugares, apenas porque não me juntei a uma turma que dizia que estava nas ruas para “limpar o Brasil da corrupção” – aliás, boa parte deles corruptos e muitos que se diziam ”cidadãos de bem” foram flagrados cometendo crimes.

Nestes 8 anos, fizeram inúmeras campanhas para associar minha imagem a um partido político – no qual só votei uma vez – porque o outro candidato era o Aécio Neves – e sobre o Aécio Neves, nem preciso falar nada, né? Diziam que havia recebido 1 milhão da Lei Rouanet para “defender o tal partido”. 1 Milhão, Gusttavo, dinheiro que você ganha uma noite.

Foi um estardalhaço que me custou espaços importantes. Fui isolado de festivais que passaram a ignorar minha banda – porque quando anunciavam o Detonautas em algum lugar – as milícias digitais que atuam em defesa do atual presidente, se organizavam em grupos de Facebook, WhatsApp e depois pelo Telegram, para entrar nas publicações e me ofender, ofender a banda, ameaçar os contratantes – que ficavam apavorados com tamanha violência e passaram então a me evitar.

Não apenas contratantes, mas Rádios, TVs, e até outros artistas – que não queriam estar perto de alguém que estava com sua imagem jogada num turbilhão de conflitos – e tudo isso porque não apoiei um movimento que considero um dos maiores equívocos políticos e econômicos ocorridos no país – ainda que a presidente na época, estivesse cometendo inúmeros erros. Ao longo destes 8 anos, Gusttavo, tentaram me asfixiar financeiramente. Tive que vender a casa que levei anos para comprar, porque a covardia era tão grande que afetou muito meu trabalho, minha existência.

Ao longo dos 25 anos de carreira – já fiz muitos shows para Prefeituras. Acho importante que a população tenha acesso à cultura. Porém, sempre tendo o cuidado de saber se o contrato era de acordo com os valores reais que cobrávamos e se não estávamos participando indiretamente de algum tipo de “esquema”.

Já da Lei Rouanet, que é renúncia fiscal, e dinheiro da iniciativa privada. Nunca recebi um centavo. Mas os aliados do presidente ao qual você é simpático, incluindo o próprio, criminalizaram um recurso que gerava muitos empregos, alimentava muitas famílias, de forma lícita e indiscutivelmente importante para a cultura deste país. A Lei precisava de ajustes sim, mas por ignorância e maldade, esse homem e seu aliados – na política e nas militâncias – conseguiram destruir, como se tivessem fazendo algo construtivo para o Brasil.

Enquanto essa turma destruía e criminalizava um setor fundamental para o desenvolvimento da nossa pátria, quem diria, muitos colegas seus e até você mesmo, faturava muita grana vinda de recursos públicos. Isso não é mentira, isso é um fato. E que azar, não? Logo um parceiro seu, foi ofender uma colega de trabalho e acabou jogando luz em cachês milionários e apresentações em cidades cheias de problemas cujo os prefeitos estavam contratando artistas a preços e exorbitantes, enquanto faltava saúde, educação…

E nesse contexto você acabou sendo exposto sozinho, o que acho uma injustiça – porque acredito que muitos outros colegas devam ter cenários parecidos e sentiu na pele, nessas últimas semanas – a mão pesada das redes sociais, dos jornais, e dos críticos. Isso que você está vivendo esses dias, estou vivendo tem 8 anos, e assim como eu, outros artistas, colegas de trabalho, também – apenas porque não apoiamos um presidente que é inimigo da Cultura. Não só da cultura, inimigo da ciência, da educação, dos professores, da democracia.

Então, se me permite Gusttavo, posso lhe dar um conselho: aguenta firme, se não há nada que de fato venha a lhe incriminar – assim como nunca houve nada que pudesse me colocar na situação que me colocaram, logo a verdade virá à tona.

Continue fazendo sua música, seus shows, levando seu entretenimento aos seus fãs, pois você é um artista e nós artistas vivemos do palco, da música, do sorriso dessa gente que tanto sofre nesse país – ainda mais agora. Não jogue a toalha.

Mas, se me permite, fique mais atento a como seu empresário e os contratantes – no caso, essas prefeituras e outros políticos – estão lhe usando para se beneficiar do seu enorme talento e claro o quão IMORAL ( veja bem, ilegal e imoral são palavras distintas ) pode ser para um artista que desfruta de uma vida com tantos privilégios, “sem saber”, aceitar esse tipo de grana.


Se atente mais aos contratos, a quem está contratando e de onde está vindo o recurso que vai “pagar suas contas”. Isso lhe evitará MUITOS PROBLEMAS, como este.

Mas não desista não! Segue adiante! Este ano será bem difícil. Muita polarização, muita guerra nas redes sociais e muitos ataques pra todos os lados.

Precisaremos estar muito alertas, para as mentiras que serão contadas e quem serão emissores dessas mentiras, porque custa caro quando a verdade aparece.

Siga seu coração e óbvio – opte por aquele que atenderá seus interesses – como empresário, como artista, como investidor, como brasileiro. As pessoas votam antes de mais nada pensando no que seu candidato fará por elas, e sem dúvida nenhuma, vocês se beneficiaram com as políticas adotadas pelo seu presidente. Então, nada mais justo que você use sua voz para reelegê-lo.

Nós que fomos acusados de fazer coisas que não fizemos, de usar grana que não usamos, e de tantos outros ataques com os quais não compactuamos, escolheremos uma outra alternativa. Confesso que não me sinto confortável no cenário de escolha atual, mas confesso também, que após 8 anos – sendo quase 4 – vendo o país afundar, as pessoas passando fome, os mais pobres sofrendo ainda mais, a inflação descontrolada, a gasolina e o diesel inviabilizando inclusive turnês – porque usamos ônibus e aviões comerciais – não temos nossos próprios jatinhos. Depois de mais de 600 mil mortos numa pandemia que poderia ter sido controlada se não houvesse tamanho negacionismo por conta desse que nos governa, não é tão difícil escolher qualquer outra opção – mesmo que no dia após a eleição a gente tenha de começar a cobrar e fiscalizar para que não venhamos a repetir erros que não tem mais espaço pra acontecer – assim será.

Estamos de lados opostos politicamente? Sim! Mas isso é democrático. E a vida segue! Sei que você não vai ler a carta do colega aqui. Mas fica como registro histórico do momento que estamos vivendo! Ergue a cabeça e segue seu caminho! Tudo é transitório, inclusive esse governo que você apoia com seus colegas. Grande abs Tico Santta Cruz



Pleno News

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page