• Redação

Em alusão ao Outubro Rosa, Seminf realiza homenagem para todas as mulheres


A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), entra na campanha de conscientização “Outubro Rosa”, que tem como principal objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, desde o dia 1º de outubro até o último dia do mês, sendo especialmente dedicada para as mulheres, com o intuito de proporcionar um acesso mais amplo aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

O secretário de Obras, Renato Júnior, aproveitou nesta terça-feira, 4/10, para homenagear todas as mulheres com a abertura do “Outubro Rosa”, enfatizando a importância do autocuidado e prevenção.

“A Secretaria de Obras não poderia ficar de fora. Temos dezenas de mulheres que atuam nesta secretaria, e hoje, em alusão a essa data, quero pedir e alertar sobre a importância dos exames e principalmente do autoexame, onde a mulher pode se precaver. Hoje, lançamos nossa campanha e queremos conscientizar sobre a prevenção do câncer de mama. Estamos realizando nesse primeiro dia uma pequena homenagem a todas as mulheres, usando rosa, prestando todo o apoio e solidariedade”, disse Renato.

Aproveitando a oportunidade, o subsecretário da Seminf, Heliatan Botelho, falou sobre as programações do mês.

“Neste mês, teremos muitas ações. Cada semana será em prol das mulheres. Hoje, realizamos essa pequena homenagem, na próxima semana faremos palestras de conscientização, e teremos o dia ‘D’ que será no dia 28/10, no qual a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) disponibilizará um suporte maior para a realização de exames e acolhimento”, destacou Heliatan

A funcionária da Seminf, Miriam Freitas, de 65 anos, descobriu o câncer de mama aos 51 anos. Ela conta parte da sua superação durante o tratamento e fala sobre a cura.

“Quando eu descobri, tinha que ser a pessoa mais tranquila e confiante para poder dar força para a minha família, eu engoli tudo o que eu poderia sentir e levantei a cabeça, levei tudo na esportiva. Eu nunca parei de fazer o que fazia, eu vivia, eu passeava, saia da consulta médica, ia direto para o salão, me amava ainda mais. Fiz muitos amigos e até hoje mantenho contato. Fui até modelo, tive a ideia de confeccionar sutiãs para mulheres mastectomizadas, inclusive já tem sutiã sendo feito nas fábricas. E foi assim que eu enfrentei tudo, com muita coragem, determinação e vontade de viver, com um sorriso no rosto o tempo todo. Peço que todas as mulheres façam o autoexame, é muito importante”, compartillhou Miriam.

-- -- --

Texto - Rayana Coutinho/ Seminf

Fotos - Márcio Melo/ Seminf

Publicidade

Publicidade