• Redação

Eleição: Doria vira oitavo nome da terceira via a deixar disputa




Com a saída do ex-governador João Doria(PSDB) da disputa presidencial de outubro, a chamada terceira via chegou à oitava desistência. Entre os nomes que já optaram por sair da disputa pelo Planalto estão figuras como o ex-juiz Sergio Moro(União Brasil), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), e o apresentador Luciano Huck.


Entre os outros nomes que também deixaram a disputa presidencial estão o senador Alessandro Vieira (PSDB), antes filiado ao Cidadania, o ex-presidenciável João Amoêdo (Novo), o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (União Brasil), e o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).



A desistência mais recente antes de Doria tinha sido a de Eduardo Leite que, por meio de uma carta aberta divulgada em abril, disse que o candidato do PSDB ao Planalto era Doria. Moro, por sua vez, foi quase obrigado a desistir quando trocou o Podemos pelo União Brasil no fim de março.


Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, desistiu de sua pré-candidatura ainda no começo de março para se dedicar, segundo ele, ao comando do Senado. Também em março, o senador Alessandro Vieira anunciou sua desfiliação ao Cidadania e o abandono da pré-candidatura.


Huck e Amoedo abandonaram a candidatura à Presidência em junho do ano passado. Mandetta, ex-ministro da Saúde que se retirou do cargo no primeiro ano de pandemia da Covid-19, anunciou sua desistência em novembro de 2021.


PLENO NEWS



Publicidade

Publicidade