top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Deputado Pablo usava e-mail com o nome "canalha" em esquema de corrupção




Manaus/AM - Investigações da Polícia Federal apontaram que o deputado federal pelo Amazonas, Pablo Oliva (PSL), usava um e-mail com o nome “canalhacard@gmail.com” onde supostamente comandava as negociações dos esquemas de corrupção, lavagem de dinheiro e crime contra a ordem tributária, onde usava familiares como ‘laranjas’ quando esteve na função de delegado da PF. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo, na coluna Painel. 


De acordo com a PF, a mãe e irmão de Pablo respondiam por uma empresa de mudas que recebeu mais de R$ 1 milhão do consórcio Engevix-Encalso-Kallas, que foi responsável pelas obras de reforma do aeroporto internacional de Manaus. Esse contrato teria sido assinado em 2012, quando o deputado federal era coordenador de segurança em Grandes Eventos na Polícia Federal no Amazonas. 


Ainda conforme reportagem da Folha, o irmão do deputado não soube informar de forma precisa o endereço da empresa de mudas prestando informações que não correspondem com a realizado, de acordo com a investigação. 

Resposta deputado Pablo

Diante da reportagem publicada nesta terça-feira (25) pelo jornal Folha de São Paulo, o deputado federal do Amazonas, Delegado Pablo, informa que é ridícula a notícia veiculada pela Folha de São Paulo, que explora factóides para vender jornais e ter mais acessos na Internet.


Deputado Pablo acrescenta que o jornal usa estas reportagens para atingir os parlamentares da “base bolsonarista” no Congresso Nacional.

Como todos sabem, o jornal faz oposição ao governo Federal e persegue a todos que entende ser favoráveis ao presidente da república.


“Triste ver um veículo de comunicação se prestar a esse papelão”, afirmou Pablo.

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page