Publicidade

  • Redação

Começa negociação entre agentes e manifestantes em frente ao CMA em Manaus

Manaus/AM - Após a decisão da juíza federal Jaiza Fraxe para que órgãos públicos estaduais, municipais e federais tomem medidas para acabar com irregularidades na manifestação em frente ao Comando Militar da Amazônia (CMA), veículos oficiais de diversas instituições são vistas no local nesta quarta-feira (16).


Informações iniciais dão conta da presença do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), Conselho Tutelar, Polícia Federal (PF) e o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu) que estão tentando negociar com os manifestantes o fim de irregularidades como possível furto de energia, sons altos, interrupção do trânsito e a presença de crianças no acampamento.


Na decisão da juíza, expedida na terça-feira (15), foi determinada a imediata atitude dos órgãos públicos para acabar com as irregularidades sob pena de multa diária de R$ 10 mil.


Holanda

Publicidade