• Redação

Cientistas têm certeza de que hoje a Amazônia já afeta o clima global




Cientistas têm certeza de que hoje a Amazônia já afeta o clima global. Eles também suspeitam que ela deixou de absorver para emitir dióxido de carbono (CO2).


Conforme o estudo feito, em 40 anos, a Amazônia ficou 1ºC mais quente. Dessa forma assistiu a uma redução no nível de chuvas de até 36% em algumas áreas.


Em sua coluna no Uol, Carlos Madeiro mostra uma reportagem em que revela que os estudos mostram a “Amazônia mais quente, seca e já mudando o clima global”.


A publicação destaca que pesquisadores de todo o país apresentaram novos dados e estudos sobre a Amazônia.


Isso ocorreu durante a reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), na semana passada, na UnB (Universidade de Brasília).


Desse modo, eles chamam atenção para a “bomba-relógio” que está sendo armada com o avanço da degradação florestal.


Com isso, os cientistas falam em tom de grande preocupação sobre as mudanças dos últimos anos vistas na Amazônia.


Por exemplo, o pesquisador Paulo Artaxo, membro do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) e do programa de mudanças climáticas do Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT) afirme:

“O mundo inteiro já está sentindo o impacto, não é mais questão do futuro, isso é presente. Não há a menor dúvida”.


É que Artaxo é um dos nomes mais respeitados da ciência do clima no mundo. Ele cita que os estudos apresentados nos últimos três anos atribuíram um papel novo à degradação florestal como responsável por emissões de CO2.


Ao mesmo tempo, Artaxo coordena o Programa Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) de Mudanças Climáticas Globais).


Leia mais

Wilson Lima escreve a Joe Biden em defesa do clima


Degradação da floresta


Além disso, ele acrescenta:


“Sempre associamos a emissão com desmatamentos e queimadas. Mas, na verdade, a floresta —por causa da temperatura excessiva e da redução da precipitação— está sofrendo um processo de degradação. Ela é responsável, em algumas partes, por grandes emissões de CO2 para a atmosfera”.


Assim, segundo ele, com a Amazônia emitindo menos vapor de água para o meio ambiente global, o ciclo hidrológico de regiões em todo o planeta é afetado.

“Com isso nós agravamos o aquecimento global”, define.


Leia mais

Inpe vê Amazonas em primeiro lugar em queimadas na Amazônia


Aumento da temperatura

Da mesma forma, a química e pesquisadora Luciana Vanni Gatti concorda e diz que, nos últimos 40 anos, percebeu um aumento preocupante da temperatura no bioma.


Coordenadora do Laboratório de Gases do Efeito Estufa do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), ela estuda a Amazônia desde 1999.




Leia mais no Uol.


Foto: EBC

Publicidade

Publicidade