• Redação

Cheia do rio Negro em Manaus já é a maior da história


A cheia de 2021 do Negro, rio que banha Manaus, entrou hoje para história como a maior de todos os tempos. E ainda pode subir mais.

A medição das últimas 24 horas apurada no início desta manhã anotou um crescimento de 1cm.

Assim, supera em um centímetro a cota histórica da enchente de 2012, que havia fixado recorde de 29,97m. Essa marca é a maior em 119 anos, desde que o porto de Manaus passou a aferir o movimento de cheia e vazante.

Com o registro desta terça-feira, dia 1º de junho, o fenômeno dá sinais de que será diferente de 2012.

Naquele ano, o rio parou de subir no dia 29 de maio.

Regulamente, porém, o Negro ainda se eleva até a segunda semana de junho.

Publicidade

Publicidade