top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Chefe de organização criminosa é solto pela Justiça do Rio



Nesta terça-feira (20), a Justiça do Rio de Janeiro determinou a soltura do bicheiro Rogério Andrade. O alvará de soltura foi aceito pelo STJ após a defesa do contraventor apresentar o pedido de habeas corpus. Ele deve ser solto nesta quarta (21).

Preso desde agosto em Bangu 8, Andrade foi detido durante uma operação da Polícia Federal que buscava por seu filho, Gustavo Andrade, que continua preso. Durante a operação, policiais encontraram na casa do bicheiro, documentos que comprovaram sua atuação como chefe de uma organização criminosa ativa recebendo recursos financeiros de jogos de azar e realizando pagamento de propina a policiais.

O ministro Jorge Mussi que assinou o alvará de soltura não viu necessidade de mantê-lo em prisão preventiva.

Proibido de deixar a capital fluminense, Rogério Andrade deverá utilizar tornozeleira eletrônica, além de comparecer regularmente ao juízo para comprovar suas atividades. Caso descumpra qualquer medida cautelar determinada pela Justiça ele poderá ser preso novamente.


Pleno News

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page