• Redação

Bruno Araújo é homenageado e dá nome ao Cartório Eleitoral de Atalaia do Norte


O Cartório Eleitoral do município de Atalaia do Norte inaugurou, nesta quinta-feira (11), placa com o nome do indigenista Bruno Araújo Pereira, que, agora, dá nome ao Cartório da 42ª da Zona Eleitoral. Bruno e o jornalista britânico Dom Phillips foram assassinados no dia 5 de junho na região do Vale do Javari, onde são comuns invasões de terras por madeireiros e garimpeiros.

Os desembargadores Jorge Lins e Carla Reis, presidente e vice-presidente e corregedora do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), respectivamente, conduziram a solenidade de inauguração em reconhecimento à colaboração de Bruno para a instalação de novas seções eleitorais em áreas do Vale do Javari, em aldeias indígenas.

Ainda durante a solenidade, Warney Kanamary, representante da União dos Povos do Vale do Javari, Univaja, entoou uma canção em seu idioma natal, em homenagem a Bruno e em agradecimento pelo reconhecimento prestado.

Bruno teve para o protagonismo político daquelas comunidades, que outrora estavam à margem da vida política do município e do país, tendo que percorrer enormes distâncias para exercer o direito ao voto, mas com o planejamento e execução da Justiça Eleitoral, orientada pelo profundo conhecimento do indigenista, pode agora contar com 7 seções eleitorais dentro daquela Terra Indígena.

*Holanda

Foto: Divulgação TRE-AM


Publicidade

Publicidade