top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Bolsonaro diz que apoiadores não podem se manifestar igual a esquerda

No primeiro discurso após a derrota para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o presidente Jair Bolsonaro se posicionou sobre as manifestações que tomaram diversas rodovias federais pelo país, com apoiadores contrários a vitória do líder petista no segundo turno.


Nesta terça-feira (1ª), no Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que as manifestações de seus apoiadores não podem ser iguais a atos da esquerda, com depredações e cerceamento da liberdade de ir e vir.


“Os atuais movimentos populares são fruto de indignação e sentimento de injustiça de como se deu o processo eleitoral. As manifestações pacíficas sempre serão bem vindas, mas os nossos métodos não podem ser os da esquerda, que sempre prejudicaram a população, como invasão de propriedades, destruição de patrimônio e cerceamento do direito de ir e vir”, afirmou Bolsonaro.


O presidente não concedeu entrevista à imprensa e em seu discurso não parabenizou a vitória de Lula, mas também não contestou o resultado das eleições e salientou que a direita saiu fortalecida do pleito deste ano.


*Holanda

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page