Publicidade

  • Redação

Blogueira que mandou ‘assustar’ o ex é indiciada por latrocínio



A blogueira Isabela Gomes Pereira, conhecida como Isa Gomes, presa no fim de junho deste ano após seu ex-companheiro ser assassinado na cidade mineira de Contagem, foi indiciada pelo crime de latrocínio.


Apontada como a mandante da morte de Leandro Morais, Isabela alegou, porém, que teria pedido a desconhecidos que apenas dessem “um susto” no ex.


Nesta quinta-feira (28), a Polícia Civil de Minas Gerais falou sobre a conclusão das investigações. Segundo a corporação, Leandro foi morto por asfixia mecânica por “constrição do pescoço e trauma cervical contuso”. Além de Isa, outros três suspeitos, de 20, 24 e 31 anos, também foram indiciados por latrocínio, cuja pena pode chegar a 30 anos de prisão.


Isa Gomes e dois dos suspeitos estão presos preventivamente. Uma quarta pessoa envolvida está foragida. De acordo com o inquérito, Isa estaria inconformada com o fim do relacionamento e planejou a morte de Leandro por vingança.


A apuração indicou que a blogueira pediu que os três homens invadissem a casa de Leandro.


O objetivo seria dar “um susto, a ponto de deixá-lo em coma”.


A corporação informou que Isa buscou os homens no próprio carro e seguiu até o endereço da vítima. No local, Leandro foi surpreendido enquanto dormia e agredido com o golpe mata-leão até perder a consciência.


O homem teve as mãos amarradas com uma extensão elétrica e foi asfixiado com o cabo de um circulador de ar.


Diversos objetos do ex-companheiro de Isa foram levados, incluindo celular, televisor, perfumes, tênis, roupas, caixas de som portáteis e um carro avaliado em R$ 97 mil. Desde o ano passado, havia registro de boletins de ocorrência envolvendo a blogueira e Leandro.


*Ple

Publicidade