top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Ator Wagner Moura vai acompanhar buscas por jornalista e indiginista desaparecidos no AM




Manaus – AM | O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Luiz Flux, anunciou nesta terça-feira (14), a criação de um grupo de trabalho para acompanhar as buscas do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Philips, que desapareceram na região do Vale do Javari, no Amazonas, no último dia 5. O grupo responderá ao Observatório do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas do CNJ e terá como reforço o ator Wagner Moura e o fotógrafo Sebastião Salgado.


Também farão parte do grupo a antropóloga Manuela Carneiro da Cunha e a juíza auxiliar da Presidência do CNJ, Livia Cristina Marques Peres. Segundo Fux, o quarteto vai “acompanhar as ações que estão sendo executadas na busca dos referidos desaparecidos e propor medidas que visem a aprimorar a atuação do Poder Judiciário nas questões relacionadas”.


Em nota, o CNJ destaca a “repercussão social e ambiental” do caso, “com grande impacto inclusive em âmbito internacional”.


“Há relação com questões relativas à atuação do Estado na proteção de terras demarcadas e à preservação dos direitos fundamentais à identidade, cultura e tradição ancestral de povos indígenas isolados, sendo já objeto de diversas decisões judiciais proferidas, desde 2018, pela Justiça Federal no Amazonas”, afirmou.



*Com informação da Jovem Pan.

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page