• Redação

Artistas têm uma semana para concluir prestação de contas dos projetos contemplados pelo edital




Os 45 artistas ganhadores do edital “Manaus Faz Cultura” têm até o dia 30/6 para entregar as prestações de contas no Conselho Municipal de Cultura (Concultura), por meio do e-mail: planejamento.concultura@gmail.com. Os projetos contemplados receberam recurso no valor de R$ 20 mil, individualmente, pela Prefeitura de Manaus, por meio do Concultura e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), para a execução dos projetos de oficinas artísticas nos bairros, em todas as zonas da cidade, totalizando R$ 900 mil.

Dos 45 projetos contemplados já foram entregues 24. Os relatórios devem conter todos os itens que constam no Termo de Apoio, no item 8, em um mesmo arquivo: descrição das atividades realizadas; material comprobatório (fotos, vídeos, matérias de jornal etc); cronograma de desembolso; notas fiscais, recibos, faturas ou boletos; lista de presença ou declaração da escola/ comunidade onde o projeto foi realizado.

O presidente do Concultura, Tenório Telles, destaca que o edital “Manaus Faz Cultura” foi um êxito em termos de resultados. "Agora chegou o momento da prestação de contas. É importante que todos apresentem a documentação de realização do seu projeto, pois virão novos editais na gestão do prefeito David Almeida. E é necessário, para participar dos próximos, que os interessados estejam em dia com as suas contas", alertou, acrescentando que os editais são oportunidades para movimentar o segmento da cultura na cidade.

As oficinas tiveram ampla repercussão por proporcionar aos jovens das periferias, treinamentos e realização de oficinas de dança, artes visuais, música, teatro, luteria, vídeo e vivências indígenas.

“Esse foi um edital realizado em tempo recorde, preparado em setembro, e os ganhadores receberam a verba ainda no mês de dezembro de 2021, tendo como prazo de execução até abril de 2022”, ressaltou Telles.

Oficinas

Os projetos tiveram uma diversidade de segmentos artísticos distribuídos em todas as zonas da cidade, com turmas de 12 a 32 jovens, entre 11 e 17 anos.

“As atividades tiveram repercussão na geração de renda para os artistas, ao mesmo tempo em que oportunizaram a descoberta e a formação de novos talentos artísticos para a cidade de Manaus”, salientou Tenório Telles.

— — —

Texto e fotos - Cristóvão Nonato / Concultura

Publicidade

Publicidade