top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Após prisão, Anderson Torres passará por audiência de custódia em batalhão da PM


O ex-ministro da Justiça Anderson Torres, que foi preso pela Polícia Federal em Brasília ao retornar do Estados Unidos, passará por audiência de custódia neste sábado (14) em um batalhão da Polícia Militar (PM) no Distrito Federal (DF).


A CNN obteve um despacho do gabinete do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes que agendou a audiência para 12h30 deste sábado. Foi Moraes quem decretou a prisão do ex-secretário de Segurança Pública do DF.


A oitiva será realizada por videoconferência no Batalhão de Aviação Operacional (BAVOP), prédio vizinho ao 4º Batalhão da Polícia Militar na região administrativa do Guará, no DF, onde Torres foi levado pela PF.


“O Comandante do Batalhão onde se encontra custodiado o preso disponibilizará o equipamento necessário para a realização do ato, bem como sua intimação e de seu patrono”, escreveu no despacho o juiz instrutor do gabinete de Moraes, Airton Vieira, que presidirá a audiência de custódia.


O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal (DF) Anderson Torres chegou ao Brasil na manhã deste sábado (14), após viagem aos Estados Unidos, e foi preso pela Polícia Federal.


Ele foi levado ao 4º Batalhão da Polícia Militar (PM), no Guará, uma região administrativa da capital federal.


Ex-ministro Anderson Torres foi levado ao 4º Batalhão da Polícia Militar (PM), no Guará, uma região administrativa da capital federal. /CNN


O mandado de prisão preventiva contra Torres foi decretado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).


Em nota, a PF informou que Torres “foi preso ao desembarcar no Aeroporto de Brasília e encaminhado para a custódia, onde permanecerá à disposição da Justiça”. “As investigações seguem em sigilo”, completou.


O avião pousou por volta de 7h20 no Aeroporto Internacional de Brasília. De acordo com apuração da analista da CNN Basília Rodrigues, Torres foi o primeiro a descer do avião e foi recebido por um delegado da Polícia Federal (PF).


Fontes relataram que a prisão foi rápida, tranquila e discreta.



Avião com Anderson Torres pousa em Brasília / CNN


Ele foi levado diretamente do avião para o hangar da PF.


Em seguida, carros da Polícia Federal acompanhado de carros descaracterizados partiram em direção à Superintendência da Polícia Federal do DF e, depois, ao Complexo Penitenciário da Papuda.

De acordo com Basília Rodrigues, agentes da PF que cumpriram a ordem de prisão relataram que, ao mesmo tempo, outros carros da PF levaram o ex-ministro para o Batalhão da PM no Guará.


A estratégia foi utilizada para dispersar a imprensa e garantir maior discrição à prisão de Torres, segundo a analista.


A expectativa é que Torres preste depoimento ainda neste sábado (14), mas antes se reúne com sua equipe de advogados.


CNN BRASIL

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page