top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Amom Mandel se posiciona contra ataques antidemocráticos ao Congresso Nacional e STF



Diante da recente invasão de extremistas ao Palácio do Planalto, ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal, no domingo (08/01), o deputado federal eleito pelo Amazonas, Amom Mandel (Cidadania-AM), se pronunciou contra os atos antidemocráticos e declarou que confia na ação das forças de Segurança para a responsabilização dos envolvidos.


“A violência vai contra tudo aquilo que eu acredito e espero que meus apoiadores acreditem. Eu sou contra todo e qualquer ato de vandalismo, violência ou terrorismo e espero que as autoridades competentes punam os responsáveis pela mobilização criminosa que ocorreu no dia de ontem”, declarou o parlamentar.


Para Amom, a invasão dos três poderes carrega um simbolismo desfavorável para o Brasil diante de outras nações. “Se as nossas instituições não garantirem a segurança nem dos seus prédios, como vão impedir os roubos? O desmatamento? O feminicídio? Sem Lei, não há sociedade. Não há emprego. Não há economia nem democracia”, argumentou.


A ação terrorista como forma de manifestação contra a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), resultou na destruição de vidraçarias, mobília, obras de arte e objetos importantes e históricos nos três prédios da Esplanada dos Três Poderes. A amplitude dos danos materiais está sendo avaliada.


O congressista eleito relembrou que assumirá o cargo federal apenas em fevereiro, mas declarou estar disposto a debater propostas para reforçar medidas contra o terrorismo no território brasileiro. "Defendo uma mudança na Lei para reforçar os mecanismos contra o terrorismo e a destinação das verbas para tal", disse.



Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page