• Redação

Alunos de escola da Prefeitura de Manaus são classificados para etapa final da Olimpíada Nacional de


Seis alunos da Prefeitura de Manaus, matriculados na escola municipal Professora Antônia Pereira da Silva, localizada no bairro Santa Etelvina, zona Norte, foram classificados para a etapa final da Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) 2022. A ONC tem o objetivo de despertar e estimular o interesse pelo estudo das ciências naturais dos estudantes brasileiros e é realizada pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) às Sociedades, destinado aos estudantes do Ensino Médio e do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. O resultado foi divulgado na última sexta-feira, 26/8, no próprio site da Olimpíada.

As provas aconteceram nos dias 18, 19 e 20/8, de forma digital pelo site ou aplicativo, com duração de 2 horas, com 20 questões de assuntos variados de astronomia, biologia, física, história e química. A próxima avaliação será realizada nos dias 09 e 10/9.

Para preparar os alunos para as diversas avaliações nacionais, a escola implantou o sexto tempo de aula, que funciona no período da manhã, de 11h às 12h30, e pela tarde, das 17h às 18h. A unidade de ensino atende 1.099 alunos do 6º ao 9º ano, e de acordo com a gestora Cristiane Rodrigues, todas as ações da escola contam com o apoio dos professores.

“Para iniciar o sexto tempo, conversei com os professores e todos aceitaram, conseguimos estagiários que recebem as orientações dos professores para lecionar com os alunos. Durante as aulas, os alunos fazem simulados de Português, Matemática e matérias que não compõem o currículo pedagógico do ensino fundamental 2. Esse projeto deu muito certo, a prova disso são as conquistas que eles estão alcançando”, destacou Cristiane.

As alunas do 8º ano, Karolina Romão, Helena Bentes, Isabela Ramos, e do 9º ano, Bruna Oliveira, Miguel Ferreira e Thaynara Xavier, estão ansiosas para a segunda fase. “A prova não foi fácil, mas nós fomos muito bem preparados. Nós estudamos bastante, os professores aplicavam as provas anteriores, mas a nossa dedicação contou bastante e para a próxima prova não será diferente”, disse Thaynara.

A professora de Ciências, Luciane Cabral, é quem coordena a turma para a ONC. Segundo ela, para essa avaliação foi necessário introduzir outras áreas de conhecimento como Biologia, Física e Química e para isso o apoio de outros professores foi fundamental para o resultado.

“Para chegar até aqui, tivemos a contribuição de professores de outras disciplinas, com aplicação de atividades variadas. Mas, o grande diferencial está na dedicação dos nossos alunos, que estudaram muito, perguntaram muito e para a segunda fase não será diferente. Vão continuar estudando e recebemos de todos nós o apoio necessário”, comentou Luciane.

-- -- --

Texto - Érica Marinho / Semed

Fotos - Eliton Santos / Semed

Edição Web - Felipe David

Publicidade

Publicidade