top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

Alexandre de Moraes ajuda Bolsonaro no Amazonas



Bolsonaristas do Amazonas ligados ao Polo Industrial de Manaus (PIM) têm consciência de uma coisa.


O presidente Bolsonaro só ainda não despencou nas intenções de votos no Estado graças àquele que o ultradireitista escolheu como principal inimigo no Judiciário: o ministro do STF Alexandre de Moraes.


Explica-se:


Esses bolsonaristas sabem que em três anos e meio de gestão Bolsonaro só prejudicou a Zona Franca de Manaus.


Sabem, sobretudo, que o modelo sofreria grande depressão se os decretos de redução de IPI vigorassem para o Amazonas como o presidente queria.


Leia mais

Sorrateiro e covarde, Bolsonaro enfia de vez punhal do IPI no AM

Bolsonaro ignora ZFM e já admite nova redução de IPI

Em plena guerra do IPI, general da Suframa tira férias

Após abater a ZFM, Paulo Guedes comemora redução do IPI

‘Canalhas!’, diz Serafim sobre decisão de Bolsonaro de reduzir IPI da ZFM


Efeito Moraes

Foi aqui que entrou Alexandre de Moraes. O ministro do STF acolheu liminarmente recurso da bancada federal do Amazonas e suspendeu os efeitos dos decretos aos bens fabricados na ZFM.

Do contrário, o PIM estaria faturando menos, empregando menos e com movimento de saída de empresas.

Assim, para esses bolsonaristas, Bolsonaro acabou sendo ajudado por Moraes.


Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page