top of page

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
  • Redação

AGU pede bloqueio de R$ 6,5 mi de empresas que financiaram atos de 8/1



A Advocacia-Geral da União (AGU) identificou pelo menos 52 pessoas e sete empresas que atuaram no financiamento de transportes dos terroristas que atacaram a Praça dos Três Poderes, em Brasília, no dia 8 de janeiro. Com os dados apurados, a AGU pediu à Justiça Federal do DF que faça o bloqueio de bens desses empresários.


De acordo com a solicitação, o valor a ser bloqueado é de R$ 6,5 milhões. Dinheiro que, pelo pedido, pode ser usado para reparar os danos causados aos prédios do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF).




A AGU pode pedir ainda a ampliação do valor a ser bloqueado na medida em que a contabilização dos prejuízos, que ainda não foi concluída, avance.

A lista dos alvos do bloqueio – que abrange imóveis, veículos, valores financeiros em contas e outros bens – foi elaborada com o auxílio de dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e inclui apenas os que contrataram ônibus apreendidos transportando pessoas que participaram dos atos golpistas.


Metrópoles

Publicidade

950x250-1 - banner samel.png
bottom of page