Publicidade

  • Redação

Acusada de matar amiga e levar corpo em mala pelas ruas é julgada




MUNDO| A médica Jemma Mitchell, de 38 anos, será julgada pela acusação de espancar até a morte e em seguida decapitar Mee Kuen Chong, de 67 anos. Uma briga por dinheiro é apontada como o motivo do crime, segundo o tabloide Mirror.

Jemma foi gravada arrastando uma volumosa mala azul com o corpo da vítima. O crime aconteceu em junho de 2021, quando a médica, que tem por especialidade dissecar corpos, pressionou Mee a lhe pagar uma quantia de 400 mil libras (equivalente a R$ 2 milhões) para uma reforma em que adicionariam um andar extra à sua casa.

Ela teria proposto um acordo envolvendo a propriedade do imóvel, mas Mee recusou. Então, de acordo com os promotores, Jemma a matou, decapitou e jogou seu corpo a 400 km de distância de onde moravam.

O corpo de Mee Chong foi encontrado decapitado na floresta perto de Salcombe. A cabeça só foi localizada 10 dias depois, nas proximidades do local. Mitchell negou o assassinato no julgamento. A acusação diz que Jemma cometeu o assassinato na casa da vítima, atingindo-a na cabeça com um objeto pesado e fraturando o seu crânio.

A inglesa teria colocado o corpo na mala azul e o levado para casa, onde ficou por duas semanas até ela se dirigir para Devon para tentar fazer o descarte sem ser percebida.

Com informações do UOL*


Publicidade